quarta-feira, 24 de setembro de 2008

RECENSÃO SOBRE A OBRA "WHAT WOULD SOCRATES SAY?"


Na Revista Crítica podemos encontrar uma recensão à obra organizada pelo autor Alexander George, "What Would Socrates Say? Philosophers Answer Your Questions About Love, Nothingness, And Everything Else".

A recensão crítica é assinada por Aires Almeida, professor na Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, em Portimão.

Destacamos aqui um dos parágrafos, precisamente, aquele que se refere, mais directamente, ao Aconselhamento Filosófico.


" Não se pense que What Would Socrates Say? é mais um desses livros de aconselhamento filosófico ou de auto-ajuda, muito em voga nos nossos dias. Nele não se encontram receitas nem teorias prontas a usar. E também não se trata de esclarecer o leitor sobre o que os filósofos A ou B dizem sobre as questões em causa. Neste livro não se encontram banalidades embrulhadas em linguagem pomposa e os nomes dos grandes filósofos só aparecem quando são mesmo inevitáveis ou quando permitem esclarecer melhor o que se está a discutir


Leia aqui o artigo completo.

O objectivo de Aires Almeida, com esta recensão, é demonstrar que a obra de Alexander George não deve ser inserida na área do Aconselhamento Filosófico, apesar de incluir no seu título a expressão «Filósofos respondem às suas questões sobre o Amor, o Nada e tudo o mais».

Como é sabido, o Aconselhamento Filosófico tem sido mais desenvolvido nos países anglosaxónicos, onde se destaca o trabalho de Lou Marinoff, professor no City Collegge de Nova Iorque e autor de diversos êxitos editoriais. Por exemplo, se introduzir num motor de busca a expressão «Philosophical Counseling», terá acesso a uma diversidade de autores e projectos.

Para reflexão, deixamos a seguinte questão: poderá o Aconselhamento Filosófico ser considerado Auto-Ajuda?

Envie a sua perspectiva para o email da nossa Revista.

Sem comentários: