quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

ALUNO UNIVERSITÁRIO DE FILOSOFIA ALERTA...


No passado dia 21 de Dezembro de 2008, o blogue do núcleo associativo de estudantes de Filosofia da Universidade da Beira Interior publicou um conjunto de textos com vivências dos alunos sobre a Filosofia.

Este que aqui divulgamos permite-nos reflectir sobre o futuro da Filosofia em Portugal (e noutros países).

O movimento da Prática Filosófica, como sabemos, preocupa-se pela promoção de uma formação mais pragmática, assim como pela construção de projectos que permitam desenvolver a empregabilidade dos licenciados em Filosofia.

Vejamos o texto:

"Aluno do SEGUNDO ano de filosofia na UBIA decadência da filosofia é um facto. E os culpados quem são?É bolonha? Também.São os alunos? Muito pouco.São os professores? Alguns.É triste ver morrer um curso a que muitos filósofos já chamaram o saber mais.No ano que passou, era notório o desinteresse dos alunos, este ano lectivo o desinteresse ainda é mais acentuado; a prova provada é que cada vez o curso tem menos seguidores. Para uma possível mudança, pouco haverá a fazer mas ficam aqui algumas sugestões:- aos professores que não tenham vocação para ensinar, mudem de profissão.-aos professores que não chegam a horas de ministrar as aulas, que reduzam os horários.-aos professores a quem a democracia os afronta, que deixem a sua ideologia à porta da sala de aula;- aos professores menos atentos à mudança, que façam uma reciclagem;Os alunos não vem às aulas ou chegam atrasados, porque não são motivados ou porque os professores também não chegam a horas . Isto são factos.Um apelo aos professores:Cumpram e depois exijam.Os alunos que pagam, impostos e propinas exigem que a universidade dê mais saber.O facilitismo, o medo, a falta de organização, irá condenar não a filosofia, mas sim o curso de filosofia.O funeral está para breve."

Repleto de emoções vividas no âmbito da sua Licenciatura em Filosofia, este texto permite-nos reflectir sobre formas de impulsionar a qualidade no trabalho filosófico, assim como estratégias de evitar o "funeral" referido pelo autor. Mais do que nunca, e apesar de eventuais divergências que possam existir, os licenciados em Filosofia necessitam de trabalhar em equipa, em nome de um futuro em que a Filosofia tenha um papel mais activo na sociedade portuguesa e no mundo.

Confrontados com o encerramento de algumas licenciaturas e mestrados, em Universidades portuguesas; tendo em conta o progressivo desaparecimento da disciplina de Filosofia no ensino secundário português; os licenciados em Filosofia têm de fazer surgir alternativas...

Sem comentários: